Amizade

O Doutrina Bíblica, traz está semana, palavras bíblicas sobre a amizade. Leias, absorvas e utilizem com sabedoria.

Provérbios 17:17

O amigo ama em todos os momentos;
é um irmão na adversidade.

A referida passagem, demonstra e ratifica que o verdadeiro amigo é aquele que está presente em todas as fases de sua vida, inclusive e principalmente, em períodos de adversidades, onde se qualifica como irmão.

Provérbios 27:5-6

Melhor é a repreensão feita abertamente
do que o amor oculto. Quem fere por amor
mostra lealdade,
mas o inimigo multiplica beijos.

Neste ponto, nos é alertado, sobre as amizade levianas, falsas, onde deve ser considerada, com prioridade a amizade sincera, que sempre lhes mostram a verdade. Essas amizades, possuem mais valia sobre aquelas que se demonstram obscuras, que trazem escuridão.

Tiago 2:23

Cumpriu-se assim a Escritura que diz: “Abraão creu em Deus, e isso lhe foi creditado como justiça”, e ele foi chamado amigo de Deus.

A citada afirmação, é verídica, seguindo os mandamento de Deus e lhe crendo fé, serão todos promovidos a amigo do Senhor Deus.

Provérbios 22:24-25

Não se associe
com quem vive de mau humor,
nem ande em companhia
de quem facilmente se ira; do contrário você acabará
imitando essa conduta
e cairá em armadilha mortal.

O manuscrito, alerta para o perigo das companhias, pois as más, caso seguidas, causarão prejuízos incalculáveis.

1 Coríntios 15:33

Não se deixem enganar: “As más companhias corrompem os bons costumes”.

Seguindo o texto anterior, o presente continua ressaltando o dano que as más companhias podem acarretar, induzindo até aquele de bom coração a se desviar de sua natureza.

João 15:13-15

Ninguém tem maior amor do que aquele que dá a sua vida pelos seus amigos. Vocês serão meus amigos, se fizerem o que eu ordeno. Já não os chamo servos, porque o servo não sabe o que o seu senhor faz. Em vez disso, eu os tenho chamado amigos, porque tudo o que ouvi de meu Pai eu tornei conhecido a vocês.

Essas são palavras do nosso melhor amigo, o Senhor Jesus Cristo, foram destinadas a todos os seus discípulos e aqueles que creem, que em verdadeiro ato de amizade, entregou a sua vida, para poupar a vida de todos nós, seus amigos. Devemos Sempre Lembrar deste Ato!

Publicado em Sem categoria | Com a tag , , | Deixe um comentário

A Incredulidade

Incredulidade

No livro a história dos Hebreus, precisamente em seu versículo 3, dispõe sobre a crença e a fé, em nosso Senhor Deus.

Demonstra na passagem, trecho da trajetória do povo Hebreu, guiados por Moises, com destino a terra prometida.

Recobrando que o “povo de Deus”, passou 40 anos no deserto, até que lhes fossem permitido, por Deus, adentrarem a terra sagrada.

Mas nem todos os Hebreus alcançaram o que lhes foi prometido, e tudo se deu por conta da sua incredulidade.

No dicionario português a palavra incredulidade, significa “aquele que não acredita facilmente no que ouve.”, ou a “ausência de religiosidade”, “desprovido de crença”.

Muito Hebreus, não confiavam em Moises, nem acreditavam nos sinais enviados por Deus, assim acrebantavam e endureciam os seus corações para as promessas bíblicas, as promessas sagradas.

Alimentados pela falta de fé, de crenças, muitos Hebreus de revoltaram e promoveram uma enorme rebelião, que em momento algum era bem vista aos olhos de Deus, que se entristecia com tais acontecimentos.

Gerando dúvidas, inclusive em Moises, escolhido de Deus para guiar o seu povo.

Assim, o termino do percurso, de todo o percalço, nem todos os Hebreus adentraram a terra sagrada.

Mas Porque?

A ausência de fé, a falta de crença, o desacreditar e desconfiar, esses sentimentos levaram a muitos Hebreus, serem impedidos de desfrutar do prometido, mas não como punição, mas sim desacreditarem.

Hoje, no mundo contemporâneo, de muito é aplicada a incredulidade, diante da adversidades da vida, de tudo que enfrentado no dia-a-dia, as pessoas estão se esquecendo de Deus e Jesus Cristo.

Somente reclamam e questionam, a Deus, o porque disso, o porque daquilo, e não confiam e nem acreditam nos propósitos do Senhor.

Devemos crer e acreditar, e principalmente confiar no agir de Deus, que tudo nos será agraciado, se seguirmos as suas palavras, com foco e fé.

O Senhor tem um proposito para cada um, e devemos deixar ele agir, somente confiando e entregando nos vidas, não podendo deixar os nossos corações endurecer.

Publicado em Sem categoria | Deixe um comentário

Sabedoria e Prosperidade

Nesta passagem, tão especial, a Rainha de Sabá, em visita a Salomão, Rei de Israel, fic maravilhada, diante do registro ocular da prosperidade do reino de Israel e do Rei Salomão.

A Rainha, agraciada com o que vê, enaltesse a grande sabedoria do Rei, pois busca acalentar o seu coração, que estava aflito e sem respostas.

Consigo a Rainha trazia grande quantidade de riqueza, as quais foram dadas ao Rei e ao Reino de Deus, como forma de gratidão.

A soberana de Sabá, tendo visto e vivenciado, naquele momento, tudo aquilo, agradeceu imensamente, ao Senhor Deus, pela sabedoria concedida ao Nobre Rei e a prospecção do Reino.

GLÓRIA AO SENHOR DEUS!

É possível analisar nesta transcrição bíblica, as maravilhas que uma vida, seguindo as orientações divinas, podem acarretar.

Salomão, escolhido pelo Senhor Deus, para cuidar de seu reino, após conduta regrada nas diretrizes divinas, foi agraciado com conhecimento, não só para ajudar seus irmãos de fé, mas também para conduzir Israel a prosperidade.

Sendo presentiado, pela Rainha de Sabá, com riqueza nunca vista no reino.

Hoje muitos irmãos se angustiam, por inúmeras desavenças da vida, esquecendo, inclusive da conduta, conforme as palavras de Deus, apesar de muitos as conhecê-las.

Se apegando a Deus, a Jesus Cristo, aplicando as Vossas palavras, contidas na escritura sagrada, conhecimento e sabedoria serão lhes concedidos e absorvidos, para serem confortados com bênçãos e prosperidades.

Os céus e Terras Passarão, mas as minhas palavras jamais passarão. Mt 24:35

QUER APRENDER A LER A BÍBLIA?

A bíblia é o livro sagrado, livro da sabedoria, que traz todos os ditames de Deus, onde lhe são permitidos adquirir conhecimento e sabedoria cristã.

Contudo, todos os dias diversos irmãos e irmãs, encontram dificuldades, não somente de ler as explanações bíblicas, mas também de interpretá-las.

Em determinadas situações, a compreensão do manto sagrado não é tão simples. O auxilio, inclusive da internet, que as vezes é válido, mas nem sempre lhes são suficientes para a interpretação.

VOCÊ QUER LER A BÍBLIA? CLIQUE AQUI.

Pensando nisso, em ajudar os irmãos, foi desenvolvido métodos de leitura, diante de linguagem didática, que auxiliam na memorização da palavra de Deus.

O método Como Ler a Bíblia e Entendê-la Mais Facilmente, e o mais completo e o melhor estudo, que foi desenvolvido de forma simples, para a melhor compreensão e aplicação do conhecimento bíblico, auxiliando os seus estudos sobre a palavra de Deus.

 

Publicado em Sem categoria | Deixe um comentário

A Interpretação

 

A Interpretação

2 Pedro 1:20-21

Antes de Pedro iniciar sua longa dissertação (Sabedoria Bíblia) acerca dos falsos profetas, ele estabelece as bases da natureza divina da Palavra de Deus (Provérbios Bíblicos):

Sabendo primeiramente isto: que nenhuma profecia da Escritura é de particular interpretação. Porque a profecia nunca foi produzida por vontade de homem algum, mas os homens santos de Deus falaram inspirados pelo Espírito Santo. (2 Pedro 1:20,21, Almeida Corrigida e Fiel)

Muitos erroneamente interpretam essa tradução literal (Estudo Bíblico) como se o foco estivesse sobre a interpretação de um indivíduo ao invés de estar sobre a origem e natureza das profecias em si. […] Pedro não está falando sobre como as pessoas interpretam as palavras de profecia (Versículo de Sabedoria), mas sobre a certeza das próprias Escrituras (Livro da Sabedoria). A NVI apresenta isso de maneira mais clara:

Antes de mais nada, saibam que nenhuma profecia da Escritura provém de interpretação pessoal, pois jamais a profecia teve origem na vontade humana, mas homens falaram da parte de Deus, impelidos pelo Espírito Santo. (2 Pedro 1:20,21, NVI)

Nessa tradução, a relação entre “interpretação” e o resto do verso (Questionário Bíblico) é percebida mais rapidamente. […] Pedro continua a falar acerca de como as Escrituras vieram a existir (não como elas são interpretadas), logo o sentido de “interpretação pessoal” é decifrado nas palavras (Palavras de Sabedoria da Bíblia) que se seguem: “As Escrituras não são as opiniões dos profetas mas as palavras do próprio Deus”. A ênfase de Pedro está em negar a origem humana da palavra profética, pois ele continua a dizer “pois jamais a profecia teve origem na vontade humana”. Os homens não acordaram em uma manhã e pensaram (Conhecimento de Deus): “Acho que hoje vou escrever um pouco de Escrituras”. A constantemente repetida frase: “A palavra do Senhor veio até mim, dizendo” argumenta a favor dessa verdade, pois com essas palavras o profeta está reconhecendo que as palavras do Senhor (Bíblia que fala) não vieram de dentro (do homem) mas de fora. Em sua origem primária, a Escritura não é da Terra mas do Céu.

Em contraste ao conceito de Escrituras humanamente (Estudos Bíblicos Evangélicos) originadas, Pedro afirma que os homens falaram por Deus como se, literalmente, tivessem sido “carregados” pelo Espírito Santo. Isso contradiz o que foi dito? Não. Os homens, de fato, falaram. As Escrituras estão em linguagem humana. As Escrituras (Conhecimento Bíblico) tiveram autores humanos e eles não eram apenas máquinas de ditado. Eles falavam em suas próprias línguas, a partir de seus contextos, inseridos em suas culturas,  mas o que eles falaram, eles falaram por Deus e apenas na medida em que eles eram “carregados” (ou movidos) pelo Espírito Santo. Aqui está o misterioso (e ainda assim maravilhoso) contato entre o humano e o divino na origem das Escrituras: Enquanto os homens estão falando, eles estão fazendo isso sob o poder e direção do Espírito, para que o resultado desse milagre seja, como Paulo colocou, “respirada por Deus”. Não são os homens em si que são “inspirados” mas as Escrituras, o resultado dessa iniciativa divina de revelação (Estudo a Bíblia).

Autor: James R. White
Fonte: Scripture Alone: Exploring the Bible’s Accuracy, Authority and Authenticity

Tradução: Erving Ximendes

 

 

Publicado em A Palavra | Com a tag | 1 Comentário